domingo, 3 de janeiro de 2016

elogio à preguiça

pra um sorriso novo acordar com o domingo,
curva brotar dentro dos seus olhos,
que seja turquesa esse desatino embalado com carinho
blindada de beijo nossa embolada coroa de bocejo

na nossa casa, plano de vôo
aeroplano de cor
celular em modo avião pra decolar o amor
(encher de-cor-o-lar)

notas de música, de café, cafuné
constelação de flores
nos campos celestes
das suas mãos nas minhas

pra um sorriso novo amanhecer músculos
há um quarto de século dormidos.


Matheus Marins

sábado, 2 de janeiro de 2016

reflexões de 7a.m.

Nós sempre estamos mudando, mas sempre esquecendo que as outras pessoas estão mudando também. Elas se tornam o nosso elo com o passado, com o que a gente foi.
As julgamos pelo que já foram sob a égide de quem fomos, mas com os olhos de alguém em versão atualizada.
E passam-se anos de resoluções de réveillon que às vezes cumprimos...
Dias de aprender cada coisa de uma vez.

02/01/201...6!