domingo, 3 de janeiro de 2016

elogio à preguiça

pra um sorriso novo acordar com o domingo,
curva brotar dentro dos seus olhos,
que seja turquesa esse desatino embalado com carinho
blindada de beijo nossa embolada coroa de bocejo

na nossa casa, plano de vôo
aeroplano de cor
celular em modo avião pra decolar o amor
(encher de-cor-o-lar)

notas de música, de café, cafuné
constelação de flores
nos campos celestes
das suas mãos nas minhas

pra um sorriso novo amanhecer músculos
há um quarto de século dormidos.


Matheus Marins

Nenhum comentário:

Postar um comentário